0_Editorial

Editorial

Por uma ciência com compromisso social

Em primeiro lugar, gostaríamos de pedir desculpas aos autores que têm submetido manuscritos à Revista. Com as recentes mudanças no que se refere ao nosso extrato de qualificação CAPES e incremento de circulação, houve um aumento substancial na submissão de materiais. Por um lado, isso nos deixa muitíssimo satisfeitos, já que é consequência do trabalho de autores, revisores e das diversas pessoas que fazem este periódico funcionar. Por outro, nos coloca em xeque em relação a um compromisso interno: dar retorno da forma mais célere possível. Assim, agradecemos a paciência pelos prazos mais delongados, mas fazemos de tudo para manter o processo editorial o mais rápido e rigoroso possível.

Em segundo lugar, nos despedimos de dois colegas que deixam os cargos de Editores Associados: Sérgio Machado e Paulo Coelho Castelo Branco. Nossos amigos continuam membros da Equipe Editorial, mas agora como parte do Conselho Editorial Nacional. Ao mesmo tempo, damos as boas-vindas para nossa amiga Maria Eugenia Gonzalez da Universidad Católica de Salta, na Argentina. Eugenia passa a compor o grupo de Editores Associados. Muito obrigado aos amigos que se vão e aos que chegam!

Este número reitera a missão de nossa revista com a circulação de pesquisas na seara da Psicologia da Saúde. Ele congrega doze artigos de diferentes regiões e estados brasileiros, baseados em perspectivas teórico-metodológicas diversas. Assim, acreditamos que ele materializa um perfil de diálogo e construção de pontes, característica imanente da ciência. Os manuscritos aqui apresentados nos parecem estar agrupados em três grandes eixos de preocupação:

Formação e atuação profissional em Saúde: três textos abordam aspectos da formação e atuação de profissionais de Saúde, bem como de condições de sua saúde ocupacional;

Serviços de atenção à Saúde: quatros manuscritos descrevem e analisam práticas desenvolvidas em variados espaços de atuação em Saúde, tais como Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Atendimentos Pediátricos, dentre outros.

Populações e indivíduos assistidos: por fim, cinco artigos buscam compreender diferentes mecanismos vinculados às pessoas que são assistidas nos espaços de Saúde, dentre eles, aspectos de adesão ao tratamento, representações de maternidade, o conceito de dor crônica etc.

Nessa miríade de discursos e práticas, vemos uma ciência com compromisso social sendo produzida em território nacional. Oxalá que mais ciência dessa qualidade continue em produção e intervenção, no país.

Estimamos que nossos leitores aproveitem a leitura desses artigos e que seus resultados possam fomentar novas reflexões, investigações e intervenções em Psicologia e demais disciplinas do campo da Saúde.

Boa leitura!!

Rodrigo Lopes Miranda

André Barciela Veras

Arnold Groch

Eric Murillo-Rodríguez

José Angel Vera Noriega

Luziane de Fátima Kirchner

Márcio Luis Costa

Maria Eugenia Gonzalez

Sonia Grubits

Editores



ISSN: 2177-093X


Indexada em:

   

 

 

     

  

 

  

Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que o trabalho original seja corretamente citado.